Monday, June 20, 2016

Não o amor, mas os arredores é que vale a pena..

Bernardo Soares
Não o amor, mas os arredores é que vale a pena...
Não o amor, mas os arredores é que vale a pena...
A repressão do amor ilumina os fenómenos dele com muito mais clareza que a mesma experiência. Há virgindades de grande entendimento. Agir compensa mas confunde. Possuir é ser possuído, e portanto perder-se. Só a ideia atinge, sem se estragar, o conhecimento da realidade.